Ouça Na radiosnet

sábado, 17 de agosto de 2019

O recurso do Vasco tem três argumentos: a)não é obrigado a liberar Talles porque não é Data Fifa; b) a CBF não respondeu ao pedido formal de desconvocação do atleta; c) a convocação não teve a antecedência de 15 dias prevista.
Foto: Divulgação do Vasco
A procuradoria do STJD manteve o entendimento de que Talles estaria inelegível para o jogo porque não foi oficialmente desconvocado pela CBF. Mas o presidente do STJD, Paulo Cesar Salomão Filho, teve opinião diferente.

Ele não viu sentido no fato de ser reconhecido que o Vasco não tinha obrigação de liberar Talles e ao mesmo tempo não poder usar o jogador. Também ressaltou que seria mais benéfico ao atacante jogar o clássico do que o amistoso da seleção sub-17.

Por fim, o presidente do STJD lembrou que, quando clubes estrangeiros não liberam jogadores para a Seleção, não há notícia de que os atletas fiquem impossibilitados de jogar por seus times.
E a quem pergunta: segundo o presidente do STJD, não há risco de o Vasco ser punido posteriormente caso escale Talles.

Aqui trechos da decisão do STJD.:


Fonte: Felipe Shmidt /GE

0 komentar:

Postar um comentário

Assine nosso canal - Youtube

#VemComNós

Os maiores campeonatos do planeta você ouve aqui!

Parceiros

Resenha Esportiva