Ouça Na radiosnet

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Foto: Divulgação
O prefeitura de São Paulo assinou na manhã desta segunda-feira contrato de concessão do estádio municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, para a iniciativa privada. O complexo esportivo, composto por uma piscina olímpica, duas quadras de tênis e ginásio poliesportivo, além do estádio de futebol, passará a ser administrado pelo consórcio vencedor da licitação.

As obras de modernização começam em 60 dias, e não trinta conforme divulgado anteriormente. Uma das principais alterações previstas é a demolição do tobogã, arquibancada inaugurada no início da década de 1970. No seu lugar deverá ser erguido um prédio de cinco andares, com 44 mil metros quadrados de área construída.

Inicialmente, o Pacaembu foi construído sem o Tobogã. O local abrigava a "Concha Acústica", uma espécie de palco que tinha uma preparação acústica para realizar shows e eventos. Erguido em 1940, o Pacaembu era uma das primeiras arenas multiuso do país. A Concha Acústica foi demolida e substituída pelo Tobogã em 1970, pouco depois de o estádio do Morumbi ter sido inaugurado

Com a demolição do tobogã, o estádio do Pacaembu deverá ter sua capacidade reduzida de 39 mil para 26 mil lugares.

0 komentar:

Postar um comentário

Assine nosso canal - Youtube

#VemComNós

Os maiores campeonatos do planeta você ouve aqui!

Parceiros

Resenha Esportiva