Ouça Na radiosnet

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Trajetória do time no Campeonato Brasileiro 2019 acumula 12 pontos conquistados em 16 jogos até o momento.

                                       
Foto: André Durão
                                                                                             
Foram 16 jogos, 48 pontos disputados e 12 conquistados com 3 vitórias, 3 empates e 10 derrotas, após a derrota de segunda-feira o Flu se tornou o time com mais derrotas no campeonato, atingindo a décima e superando o próprio Avaí que tem 9 derrotas até aqui.

Um começo de campeonato onde havia esperança de que o time iria fazer boa campanha, com o técnico Fernando Diniz que vinha recebendo elogios de grande parte da mídia e torcida sobre seu trabalho desde o início do ano mostrando um jogo diferente e inovador ao futebol brasileiro. A equipe praticou um dos melhores jogos da histórias dos pontos corridos contra o Grêmio vencendo o clube gaúcho por 5 a 4 em Porto Alegre.

Porém o cenário começou a se mostrar o inverso de satisfatório, as rodadas foram passando e a irregularidade do time acontecendo, muita das vezes liderando estatísticas da partidas, mas na estatística principal que é o placar o Fluminense levava a pior. Foi então que começaram a aparecer pontos negativos no esquema do Diniz, uma equipe que se expõe muito a jogar e deixa espaços, um risco desnecessário de saída de bola com goleiro e zagueiro, um esquema de linha alta, e muitas das vezes perdendo por erros parecidos em jogos diferentes, deixando a entender que os adversários sabiam como superar o esquema implantado por Fernando Diniz.

Após a derrota por 1 a 0 em casa para o CSA na décima quinta rodada, atingindo 9 derrotas em 15 jogos, Fernando Diniz não resistiu o foi demitido do cargo, logo depois sendo substituído por Oswaldo de Oliveira.

Logo o novo técnico chegou com a missão de classificar o time para semifinais da Copa Sulamericana, enfrentando o Corinthians a equipe carioca empatou em São Paulo por 0 a 0 sendo comandada pelo auxiliar Marcão, mas no primeiro jogo de Oswaldo a beira do campo, o time acabou empatando com o Corinthians por 1 a 1 e sendo eliminado pela vantagem de gol fora em pleno Maracanã com mais de 57 mil torcedores, batendo o recorde de público do Fluminense no estádio após a reforma para Copa do Mundo de 2014.

Após a derrota por 1 a 0 diante do Avaí novamente no Maracanã e com o time liderando as estatísticas de finalizações, escanteios, posse de bola. Mas que mostrava jogadores ansiosos, nervosos, aflitos ao decorrer da partida, uma pressão de estar na zona de rebaixamento já começa a refletir dentro de campo. Um esquema com Nenê e Ganso juntos, com o camisa 10 atuando como volante, não fazendo uma boa partida e sendo substituído no segundo tempo com vaias da torcida.

Em 2 jogos com 1 empate e 1 derrota, Oswaldo de Oliveira já começa a ser criticado pela torcida, que já havia rejeitado sua contratação, por sua decisões de substituição e pelo pouco de tempo que mudou o jeito do Fluminense jogar.

Um time na décima oitava colocação, primeiramente tendo que recuperar os jogadores emocionalmente, logo depois a parte tática e técnica, e a esperança para sair dessa situação é a que sempre continua, tendo um forte exemplo do time de guerreiros de 2009.



Por Lucas Nóbrega

1 komentar:

Assine nosso canal - Youtube

#VemComNós

Os maiores campeonatos do planeta você ouve aqui!

Parceiros

Resenha Esportiva