Ouça Na radiosnet

domingo, 28 de junho de 2020


Apesar de todos os indícios durante a semana, Ramon Menezes deixou Bruno César no banco e foi com Vinícius para a sua primeira partida do ano. O garoto também foi testado durante todas as semanas de treinamento. Vimos um esquema de 4-2-3-1.

A primeira imagem deixou a formação muito clara: 4231. Andrey e Bastos lado a lado. Talles, Benítez e Vinicius na mesma linha e Cano mais à frente centralizado. Talles, voltando pra recompor, mas nada de marcar intensamente lateral. O mesmo com Vinicius.

Vasco 1 x 0 Macaé

Pikachu é o jogador que precisa renascer em 2020 e começou muito bem. Ramon deu mais liberdade, e ele infiltrou e fez a dobradinha com Vinicius. Essa dupla tem potencial. Mas o detalhe foi a virada de jogo do Andrey.

Um gol de pênalti de Cano, mas construído com ideia de jogo. Cano com 12 jogos e 7 gols. Germán Cano é o 9 que o torcedor do Vasco sempre pediu.

Rapidinha

Germán Cano foi um ótimo reforço para o Vasco. Já sobrava isolado no time do Abel e a tendência é que o rendimento suba com as ideias de Ramon Menezes. É um grande artilheiro e contribui fora da área também. Uma das melhores contratações do clube nos últimos anos. Não perdoa.

Tem sido interessantíssimo ver que Henrique praticamente não sobe e Pikachu tem total liberdade para dobrar com Vinicius. Essa é a grande diferença quando se tem um técnico que conhece o elenco. Potencializa as virtudes e minimeiza deficiências.

No gol do Macaé

Do céu ao inferno. Fernando Miguel viveu isso em apenas um minuto. Talvez o soco resolveria a saída de bola.

Hat-trick de Cano, dos 11 gols do Vasco no ano, oito foram do argentino. É muito bom jogador. Mas quero destacar o seguinte: o Bastos não ter chutado a bola foi uma grata surpresa. Fiquei espantado. Boa visão, por sinal.

É fácil ver a diferença do time do Ramon Menezes para o do Abel Braga: ninguém abre os braços pedindo opção.

A jogada do Andrey é o mais do mesmo dele em 2020: excelente. O melhor do Vasco na temporada. Ao lado de Cano, é claro.

Vinicius vem para a esquerda e Pikachu é adiantado. Winck entra e parece ter a mesma liberdade que o Pikachu estava tendo. Ramon sabendo usar as peças que tem. Talles, que vem de lesão, além da paralisação, não jogo bem. Mas a todo toque mostra o talento que tem. Paciência.

Vasco se equilibrou de duas formas diferentes pelo lado. Na direita, Bastos ficou um pouco mais pra Pikachu subir. Na esquerda, Henrique ficou para Benítez flutuar. Ramon usando as características distintas dos laterais de maneiras diferentes.

Fim de papo em São Januário, com 3 gols de German Cano o Vasco vence o Macaé por 3x1 e mantém chances de classificação na taça Rio.

Curiosidades

A última vez que um atacante do Vasco marcou 4 gols num mesmo jogo foi o Romário, em 2002, no 6 a 1 sobre o Entrerriense, no Carioca.

Último hat-trick de um jogador do Vasco tinha sido de Nenê, contra o Sampaio Corrêa, em 14 de maio de 2016.
Em 45 minutos, Cano já tem 3 contra o Macaé.

A última vez que um jogador do Vasco marcou 3 gols no 1º tempo de um jogo foi o Dodô, contra o Botafogo, no histórico 6 a 0 de 2010.

A base é forte:

Vinícius voou no primeiro tempo. Melhor do Vasco disparado. O garoto é embaçado porque ele não treme nada vestindo a camisa. Pega a bola e vai pra cima de maneira muito atrevida. Ele despreza o marcador, confia no próprio talento. Dupla com o Pikachu por ali promete dar trabalho.

Ricardo Graça é no mínimo mil vezes melhor que o Werley.

Talles Magno mal nessa primeira parte. Normal, garoto vem de lesão e depois quarentena. Tá totalmente sem ritmo. Falta um pouco de malandragem. Tá mal? Solta a bola, joga o coletivo.

0 komentar:

Postar um comentário

Assine nosso canal - Youtube

#VemComNós

Os maiores campeonatos do planeta você ouve aqui!

Parceiros

Resenha Esportiva