Ouça Na radiosnet

domingo, 12 de julho de 2020

Foto: Marcelo Cortes / CRF

Escalação surpreendente de Jesus no Flamengo com três mudanças no time titular por opção, tirando Éverton, Léo Pereira e Gérson. Saída de Gerson, um dos melhores jogadores na atual temporada, talvez seja a maior surpresa.

Até o momento não funcionavam as mudanças de Jesus no meio. Flamengo com menos toque de bola e parecendo desconjuntado em seu meio. Flu começou marcando bem na pressão, mas recuou e começava a dar mais campo para o rival.

Começo ruim do Flamengo. Pior até do que na última quarta-feira, quando ainda tinha certo controle territorial. Com as mudanças, o time de hoje  parece confuso, remendado, sem ideias para atacar. Algo incomum na era Jorge Jesus.

Flu 0 x 1 Fla

Lei do ex! Pedro abre o placar para o Flamengo contra o Fluminense.

Enfim o Flamengo habitual estreou nesta final. Triangulação típica deste time Arrascaeta para Diego que serviu Pedro para concluir com precisão para o gol. Envolveu a defesa tricolor.

Atualizando números do Pedro no Flamengo:

13 jogos (8 saindo do banco);
6 gols;
2 assistências;

Sistema defensivo do Fluminense não estava encaixado como no final da Taça Rio. Deu uns espaços entres as linhas que não havia no outro jogo. A zaga, sem Nino, também pareceu mais lenta.

Fim do primeiro tempo

Após críticas à transmissão da Taça Rio, estou achando bem ok o tom da Flu TV nesta final. Torce, mas não distorce. O comentarista Marcelo Pires é um jornalista com anos de redação e sabe do ofício, bem sóbrio.

As escalações de Gustavo Henrique e Diego fizeram o Flamengo errar bem menos na saída de bola porque eles arriscam menos. Isso matava a principal jogada ofensiva do Flu que é a marcação pressão para roubar na frente. Fla perdia ofensivamente, mas cedia menos chances.

Flu 1 x 1 Fla

Primeiros 15min de um Fluminense bem melhor neste segundo tempo. Flamengo totalmente perdido. Gol de Evanilson foi consequência desse domínio.

Segundo tempo tenebroso do Flamengo. O belo gol do primeiro tempo e a superioridade até o intervalo mascararam uma nova atuação muito abaixo do habitual com Jorge Jesus. O que era comum virou lampejo nas duas últimas partidas.

Ficou claro que Jesus errou na sua invenção na escalação. Repetiu o que fizera contra o Emelec quando inventou Rafinha como meia. Depois tentou remontar o Flamengo com Gérson e Éverton Ribeiro em campo.

Flu 1 x 2 Fla

Jogo era todo do Fluminense. Girava a bola, ameaçava, perto da virada. Uma arrancada de Gabigol após passe de Felipe Luiz e Michael aparece na cara do gol e põe Flamengo de novo na frente.

Gabigarçom ataca novamente:
14 jogos;
11 gols;
9 assistências;

Chamou a atenção que não se viu em nenhum momento aquele Flamengo marcando pressão, sufocando de todos os lados o rival, com fome de gol. Parecia outro time.

Fluminense cansou, e o Flamengo se acomodou com o placar. Mais uma vez, time rubro-negro bem fora das características que desenvolveu na era Jesus.

Flamengo estava enrolando o jogo, fato. Mas a expulsão de Gabigol pareceu bem exagerada no contexto.

Fim de jogo

Fluminense jogou melhor neste domingo do que na quarta: merecia ganhar o jogo, foi melhor a maior parte do tempo. Flamengo irreconhecível, desmontando pela escalação de Jesus, conseguiu dois gols nas duas chances que teve e levou. Futebol é isso.

Artilheiros do Flamengo na temporada 2020:
11 - Gabigol
8 - Bruno Henrique
[6] - Pedro
3 - Arrascaeta
3 - Éverton Ribeiro
3 - Gerson
[3] - Michael
1 - Bill
1 - Diego
1 - Filipe Luís
1 - Gustavo Henrique
1 - João Lucas
1 - Lucas Silva
1 - Pedro Rocha
1 - Rodrigo Muniz

Artilheiros do Fluminense em 2020:
9 - Nenê
[6] - Evanílson
5 - Marcos Paulo
3 - Gilberto
3 - Luccas Claro
2 - Wellington Silva
1 - Felippe Cardoso
1 - Gabriel Capixaba
1 - Hudson
1 - Nino
1 - Pacheco
1 - Yago Felipe

0 komentar:

Postar um comentário

Assine nosso canal - Youtube

#VemComNós

Os maiores campeonatos do planeta você ouve aqui!

Parceiros

Resenha Esportiva