Ouça Na radiosnet

quarta-feira, 1 de julho de 2020

Foto: Alexandre Vidal/CRF

Entorno do Maracanã bem vazio antes de Flamengo x Boavista. Desta vez, sem movimento de torcedores para recepcionar o ônibus e sem protestos contra a volta do futebol. 

Com portões fechados, Flamengo tentou criar um ambiente para o jogo sem torcida. Clube pendurou  faixas de organizadas, consulados e embaixadas em volta do campo.

Início bom do Flamengo, desenvolto, pressionando pelos dois lados. Destaque para Rafinha que criou dois lances de gol em cruzamentos, sendo que um após um lençol antes de dar a bola para Éverton Ribeiro.

Flamengo tem uma jogada ensaiada em cruzamento da intermediária para Rodrigo Caio que desviou de cabeça para Léo Pereira. O zagueiro encobriu o goleiro do Boavista, mas a defesa tirou atrás dele.

E nesse momento… Transmissão do Flamengo batia dois milhões de audiência. Pela imagem que estou vendo, qualidade boa de imagem (transmissão). O delay está em cerca de 30 segundos agora em relação ao jogo com a minha internet de casa.

Flamengo 1 x 0 Boavista

Um cruzamento da direita, Arrascaeta deu um pequeno toque para a pequena área e que teve um leve desvio de cabeça de Gerson antes de a bola chegar em Pedro para marcar o gol. Antecipou-se ao goleiro para dar o chute em um gol típico de centroavante.

Fim do primeiro tempo

Só teve um time em campo, e o Flamengo esteve mais solto do que na volta diante do Bangu. Acertou mais os lances, a coordenação entre os jogadores. Apesar do gol de Pedro, time perde um pouco de encantamento sem Gabigol que dá uma dinâmica imprevisível ao ataque.

Um grande detalhe, esse jogo no Maracanã é um monólogo de futebol até o momento. Vale dar uma informação útil a quem estiver assistindo de casa: Diego Alves está sim no campo e veste um uniforme azul.

Michael entrou no Flamengo. Éverton Ribeiro não voltou. Foi a mesma substituição neste setor do jogo com o Bangu. Michael entra pela direita.

Flamengo 2 x 0 Boavista

Golaço de Gérson. Michael encostou a bola e ele meteu um canudo na diagonal no ângulo do Boavista.

Entraram Diego e Vitinho no lugar de Gérson e Pedro. Formação ficou com Arrascaeta e Bruno Henrique (mais avançado) jogando mais pelo meio. Vitinho pela esquerda e Michael pela direita. Jesus vai acostumando o time a muitas substituições que serão tônica na temporada.

Um dom de Jorge Jesus é ir mudando os jogadores, uns radicalmente e outros aos poucos. Arrascaeta sempre entrou na área, fez gol. Mas Jesus parece estar transformando o cada vez mais em um falso nove ou um dez antigo, um ponta de lança. Está toda hora na zona de finalização.

Saiu Arrascaeta após 75 minutos de muito futebol. Jesus repetiu todos os substitutos do jogo com o Bangu, Thiago Maia, Diego, Vitinho, Michael e Pedro Rocha. Parece estar praticamente montando um time para jogar 30min finais já esperando o acúmulo de jogos no segundo semestre.

Dois aspectos deste Flamengo que acho que explicam muito o sucesso do time: a marcação por pressão e as jogadas ensaiadas. Difícil encontrar num passado recente uma equipe brasileira que execute estas duas ideias de forma tão clara e precisa. 

Reparem: o time do Flamengo troca passes sem olhar a posição do companheiro. Jesus quer dar esse entrosamento agora com os reservas.

Michael deu um voleio ao estilo Bebeto e o goleiro Kléber pegou. No rebote, Filipe Luís tinha o gol aberto, mas preferiu o passe interceptado pela zaga. Flamengo criou bastante.

Fim de um jogo histórico no Maracanã. A maior transmissão de esportes no YouTube.

0 komentar:

Postar um comentário

Assine nosso canal - Youtube

#VemComNós

Os maiores campeonatos do planeta você ouve aqui!

Parceiros

Resenha Esportiva