Ouça Na radiosnet

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Início todo bagunçado da defesa do Flamengo. Rodrigo Caio estava meio perdido como lateral, linha de defesa toda desalinhada. Atlético-GO aproveitou e logo teve uma chance cara a cara.

Foto: Divulgação do Flamengo

Atlético-GO 1 x 0 Flamengo

Gol do Atlético-GO, consequência do melhor início de jogo. Jogada nas costas de Rodrigo Caio, inventado na lateral-direita. Hyuri completou a bola de Ferrareis.

Domènec disse que respeitaria o trabalho de Jesus. Bem, no segundo jogo, decidiu por mudança bem radical, Vitinho e Bruno Henrique abertos como pontas. Gabriel muito mais centralizado, Éverton Ribeiro mais no meio. Estava um time sem aproximação, estático e sem criar nada.

Atlético-GO 2 x 0 Flamengo

Golaço de Jorginho. De novo pelo setor direito frágil do Flamengo. Meteu um balaço no canto. Placar refletia o que era o jogo.

Flmanego nas cordas. Perceptível na reação de Rodrigo Caio ao perder a bola, desistiu da jogada e fazer um lamento enquanto o Atlético-GO desperdiçava outra chance.

Linha defensiva do Flamengo, alta, quase no campo ofensivo, correndo para trás o jogo todo. Atlético-GO explorava muito bem o espaço nas costas dos defensores.  Explorava muito bem as tiradas de pressão. Linha defensiva alta com pós-perda mal executado é caixão.

Final do primeiro tempo e até aqui - Atlético-GO 2 x 0 Flamengo no 1º tempo:

Finalizações: Atlético-GO 8 x 1 Flamengo

Finalizações certas: Atlético-GO 4 x 0 Flamengo

Domenec desfez a improvisação de Rodrigo Caio com a entrada de Rafinha. Mas a entrada de Pedro em vez de Arrascaeta no lugar de Vitinho indicou que ele continuaria determinado a mudar o time. Optou por três atacantes em vez dos dois meias usados antes.

Atlético-GO 3 x 0 Flamengo

Ferrareis meteu um canudo no ângulo no contra-ataque quando Flamengo era melhor. Time tinha criado três chances em 15min, Gabigol perdeu na cara, Ferrareis fez de longe.

Definitivamente, Domenec não parecia curtir jogar com dois meias como mostrou a entrada de Arrascaeta em Éverton. Permitiu que os jogadores abandonassem as posições fixas iniciais e pudessem se movimentar mais, o que tinha melhorado o ataque antes de tomar o gol.

Diego Alves deu com a mão na cara de Everton Felipe. Não tem muita discussão a expulsão. Time do Flamengo parece bem descontrolado por várias reações dos jogadores.

Domènec tenta uma mudança radical no Flamengo com o Brasileiro em curso. Jesus teve ao menos 20 dias de treino e ainda assim penou no início. Parece difícil fazer isso com pouco treino sem sofrer. Atlético-GO fez boa partida e se aproveitou das falhas.

Fim de jogo!

Nada do que Dome pensou funcionou: escalação, estratégia, posicionamento. Mas as atuações individuais também foram muito ruins - alguns atletas, aliás, estão mal não é de hoje. Erros técnicos aos montes. Difícil apontar um jogador que tenha sido razoável.

Detalhe

Última vez que o Flamengo perdeu dois jogos seguidos no Brasileirão foi há quase 2 anos (setembro de 2018):
Flamengo 0 x 1 Ceará (22ª rodada)
Internacional 2 x 1 Flamengo (23ª rodada).

0 komentar:

Postar um comentário

Assine nosso canal - Youtube

#VemComNós

Os maiores campeonatos do planeta você ouve aqui!

Parceiros

Resenha Esportiva